booki

-10%

Lubrificantes e Lubrificação

ISBN: 9798866769292

Autor: Raul Amorim de Abreu

Editora: ED.AUTOR

Número de Páginas: 450

Idioma: Português

Data Edição: 2023

71,10 €79,00 €
Poupa: 7,90 € | desconto de 10%

Promoção válida das 00:00 do dia 1-jan-2024 às 23:59 do dia 31-dez-2024.

Também disponível em Ebook!

A eventual indisponibilidade de stock será comunicada em 24/48h

Este livro tem por base os conhecimentos técnicos e experiência profissional do autor.
Algumas tabelas, gráficos, imagens foram obtidas em pesquisas na Internet, em locais de acesso livre, tendo existido os ajustes que o autor considerou necessários.
Está desenvolvido, de forma bastante ilustrativa, para facilitar a compreensão da Tecnologia dos Lubrificantes e a sua Aplicação.
O conteúdo dos artigos, os dados, o formato, as correções, e a confiabilidade são da responsabilidade exclusiva do autor.


Resumo do conteúdo:
Este livro ilustrado, ajudará a:
• Conhecer os vários tipos de óleos e massas lubrificantes e como devem ser utilizadas;
• Saber estabelecer e monitorar um plano de lubrificação de modo a minimizar os seus custos;
• Saber identificar o estado de conformidade de um óleo;
• Saber aplicar as boas práticas de armazenagem, de utilização, e redução de impactes ambientais.

O que é Tribologia?
História da Tribologia
Lubrificação hidrodinâmica
Força de atrito
Coeficientes de Atrito
O que é desgaste?
Sistema Tribológico
Sobreposição de mecanismos de desgaste
Lubrificação Limítrofe
Lubrificação Mista
Lubrificação Hidrodinâmica (HD)
Lubrificação Hidrodinâmica total ou plena
Lubrificação Elastohidrodinâmica (EHL)
Fluido Newtoniano
Fluido não-Newtoniano
Tixotropia
Anti-friction Coatings
Revestimentos antifricção
Lubrificantes em spray
O que é Manutenção?
Manutenção preventiva
Manutenção corretiva
Melhoria
Modelos de Gestão da Manutenção Industrial
O que são lubrificantes?
Lubrificantes líquidos
Lubrificantes pastosos
Lubrificantes sólidos
Lubrificantes gasosos
O que é lubrificação?
Porque lubrificamos?
Condições de lubrificação
Classificação da Lubrificação
Lubrificação Total ou Plena
Lubrificação Limite
Lubrificação Mista
Tipos de Lubrificação no motor
Lubrificação por aspersão
Lubrificação Hidrodinâmica
Princípios da Lubrificação
Adesividade
Coesividade
Óleos Base
Produtos Refinados a partir do Crude Oil
Constituição do Óleo Base – Tipos de Crude
Refinação de óleos base
Grupo I
Grupo II
Grupo III
Grupo IV
Grupo V
Aditivação de Óleos Lubrificantes
Diferença molecular dos principais Aditivos
Efeito de uma boa aditivação
ABAIXADORES DO PONTO DE FLUXÃO
DETERGENTES
DISPERSANTES
MELHORADORES DO INDICE DE VISCOSIDADE
ANTI-OXIDANTES
ANTI-DESGASTE
EXTREMA PRESSÃO
ANTI-CORROSÃO
ANTI-ESPUMA
Formulação de um óleo lubrificante
Principais Funções dos Lubrificantes
Propriedades dos Óleos Lubrificantes
Viscosidade
Viscosidade cinemática
Índice de viscosidade (IV)
Ponto de inflamação
Ponto de Inflamação Pensky-Martens
Ponto de fluxão 5
Número de neutralização
TBN e TAN
CCS
Cor
Teor de Cinzas
Resíduo de Carbono
Demulsibilidade
Densidade
Espumas
Ponto de Anilina
ICP
Oxidação de um Óleo Lubrificante
NOACK
Óleos Hidráulicos
Principais tipos de Óleos Hidráulicos
HL
HLP
HV
Fluidos Hidráulicos resistentes ao fogo
Óleos Hidráulicos HFx
HFA - 80 a 90% de água; (VDMA 24320)
HFB - 40% de água; (VDMA 24317)
Óleos hidráulicos HFC
Óleos Hidráulicos HFD
Óleos Hidráulicos HFD 7
SP – Extrema Pressão
Óleo hidráulico HEES
SZ – Sem Zinco
Óleos R&O
Falhas em Sistemas Hidráulicos
Fugas
Cavitação
Requisitos para escolha do Óleo Hidráulico
Óleo de Motores a 4 tempos - monograduados
Óleo de Motores a 4 tempos - multigraduados
Óleo de Motores a 2 tempos
Óleos térmicos
Óleo de Processo
Óleo de Turbinas
Óleo de Caixas e Engrenagens
Óleos de Corte Solúveis
Óleos de Corte não solúveis
Tipos de óleos isolantes de transformadores
Óleos de silicone
Éster
Óleos isolantes biogénicos
Compatibilidade de óleos isolantes
Teste de compatibilidade
Controlo de óleos isolantes em Serviço
Óleos lubrificantes alimentares e medicinais
Óleos de calibração
Anticongelantes
Tecnologia de Ácido Inorgânico (AIT)
Tecnologia de Ácido Orgânico (OAT)
Tecnologia de ácido orgânico híbrido (HOAT)
Óleos de Travões
Massas Lubrificantes
O que é uma massa lubrificante?
Tipos de Espessante
Compatibilidade das massas lubrificantes
Formulação de uma Massa Lubrificante
Características Físicas das Massas Lubrificantes
Determinação da Penetração
Penetração trabalhada a 100 mil pancadas
Estabilidade de rolagem
Teste V2F
Proteção contra corrosão - Teste Emcor
Resistência à água
Separação de óleo3
Capacidade de lubrificação - Teste R2F
Corrosão ao cobre
Testes R0F e ROF+
Ponto de gota
Vantagens das “Massas” relativamente aos “Óleos”
Massas Lubrificantes convencional de Cálcio
Massas Lubrificantes convencional de Lítio
Lítio com Bissulfureto de Molibdénio
Massas Lubrificantes de AlumínioMassas Lubrificantes complexa de Cálcio
Massas Lubrificantes complexa de Lítio (EP)
Massas Lubrificantes complexa de Lítio
Massas Lubrificantes complexa de Lítio (sintética)
Massas Lubrificantes de Poliureia
Massas Lubrificantes de Bentonite
Massas Lubrificantes Brancas
Massas Lubrificantes Biodegradáveis
Guia de Espessantes
Massas Lubrificantes ISO 6743-9
Massas Lubrificantes DIN 515202
Qualidade e Aprovações dos Lubrificantes
Aprovações OEM’s Auto
Aprovações OEM’s Indústria
Aprovações OEM’s
Normas europeias sobre emissões
Avanços tecnológicos para redução das emissões
Especificações de lubrificantes para motores
SAE
API
ACEA
ISO
ILSAC
OEM
NLGI
Lubrificantes para a Indústria
O que é Lubrificação?
Lubrificação
Falhas
Lubrificação e seus métodos
Métodos de lubrificação com óleo
Métodos por Gravidade
Lubrificação manual
Copo com agulha ou vareta
Copo conta gotas
Métodos de lubrificação com óleo
Métodos por Capilaridade
Copo com mecha
Lubrificação por estopa ou almofada
Métodos de lubrificação com óleo
Métodos por Salpico
Lubrificação por anel ou por corrente
Lubrificação por colar
Métodos de lubrificação com óleo
Métodos por Imersão
Lubrificação por banho de óleo
Métodos de lubrificação com óleo
Métodos por Sistema Forçado
Lubrificação por perda
Lubrificação por circulação
Métodos de lubrificação com massa lubrificante
Lubrificação manual com pincel ou espátula
Lubrificação manual com pistola
Copo Stauffer
Lubrificação por enchimento
Sistema centralizado
Sistema automático
Métodos de Lubrificação
Sistema de Perda Total
Sistema Selado
Lubrificador de nível constante
MONOPONTO
MULTIPONTO
Chumaceiras ao ar livre
Chumaceiras lubrificada por sistema automático
Correntes
Copos de lubrificação
Copo com agulha ou vareta
Copo conta gotas
Copo com mecha
Copo Stauffer
Caixas redutoras
Chumaceiras
Lubrificação a massa de motores elétricos
Lubrificação de equipamentos rotativos
Purificadora móvel de óleo lubrificante
Remoção de vernizes
Sensor de Teor de Água em linha
Falhas na Lubrificação
Recomendações práticas na Lubrificação
Óleos Lubrificantes
Massa Lubrificante
Sistemas de Lubrificação Automática
Principais benefícios da lubrificação automática
Lubrificadores automáticos por ponto único
Acionamento a gás
Acionamento Eletromecânico
Lubrificadores automáticos
Por ponto único - Eletromecânicos
De pontos múltiplos
De múltiplas linhas
De linha múltipla MultiFlex
Sistemas automáticos progressivos MultiPoint
Sistemas de lubrificação progressivos
Sistemas de lubrificação por óleo circulante
Sistemas de lubrificação ar e óleo
Sistemas de lubrificação por quantidade mínima
Software de lubrificação
LubeSelect
Lubrication Planner
DialSet
Análise de óleos em serviço
Como recolher uma boa Amostra?
Intervalo de recolha de amostras
Frequência de recolha de amostras
A Recolha da Amostra
Ensaios de análise
Deteção de agentes contaminantes
Ferrografia
Espectroscopia
Contagem de partículas
FTIR
Karl-Fisher
Viscosidade a 40ºC e 100ºC
TAN
Porque analisar óleos em serviço?
Plano de Lubrificação
O que é o plano de lubrificação?
Como elaborar um plano de lubrificação
Passos para elaboração de um Plano de Lubrificação
Indústria 4.0 - Lubrificação
Fiabilidade
Lubrificação - Fiabilidade dos equipamentos
Calcular a Fiabilidade Utilizando o MTBF
Como é que se calcula a fiabilidade do sistema?
Lubrificação de Chumaceiras e rolamentos
Intervalos de Lubrificação
Principais vantagens da Lubrificação Automática
Principais desvantagens da Lubrificação manual
Lubrificação de Patins e Guias
Lubrificação de Engrenagens
Lubrificação de Engrenagens Fechadas
Lubrificação por salpico
Lubrificação por circulação
Lubrificação de Engrenagens Abertas
Lubrificação de Órgãos de TransmissãoLubrificação de Correntes acionadoras
Lubrificação de Motores alternativos
Sistemas de lubrificação dos motores a 4 tempos
Filtros de óleo
Lubrificação de Moto Redutores
Lubrificação de Turbinas (depuradoras)
Sistemas de filtragem e doseadores de óleos
Filtragem de Óleos de Transformadores
Doseadores de óleo lubrificante
Importância da relubrificação e atestos
Pontos de lubrificação
Rota/percurso de Relubrificação
Como definir essa rota/percurso?
Elaboração das rotas de lubrificação
O que deve conter nesse documento?
Importância da lubrificação na manutenção
Principais erros na lubrificação e como evitá-los
A contaminação dos Lubrificantes
Monitorização de falhas de lubrificação
Deteção de falhas/avarias
A lubrificação centralizada
O que é a lubrificação centralizada e como funciona?
Quais os tipos de sistema centralizado?
Linha dupla
Linha simples
Sistema progressivo
Funcionamento contínuo
Diminuição de custos
Quais os benefícios da lubrificação centralizada?
Quais as condições necessárias para implementação?
Que cuidados devem ser tomados?
Higiene e segurança no trabalho de lubrificação
Riscos associados à manipulação de Lubrificantes
EPI para manipulação de Lubrificantes
Plano de lubrificação e sua utilização
Ferramentas e equipamentos associados
Sequência de operação nos Rolamentos
Armazenagem de Lubrificantes9
Manuseamento de Lubrificantes
Recomendações de Armazenagem
O QUE SÃO ÓLEOS LUBRIFICANTES USADOS?
PONTOS A RETER
Bibliografia
Fontes Internet
Teste de dados registados

Raul Amorim de Abreu
Engenheiro químico, mestre pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), trabalha no Setor Petroquímico, desde 1999. Quando terminou o bacharelato em Engenharia Química realizou um estágio extracurricular no Departamento de Estudos e Controlo do Processo na Indústria Papeleira.
Tem uma forte vocação inovadora, ganhou o 1º prémio Inovação Jovem Engenheiro 2010 da Ordem dos Engenheiros, com um projeto de Integração Energética e simulação de funcionamento dos equipamentos após Integração.
Em 2012, em cinco Universidades de referência (Universidade de Aveiro, Universidade de Coimbra (Faculdade de Ciências e Tecnologia), Universidade Nova de Lisboa (Faculdade de Ciências e Tecnologia) Universidade do Porto (Faculdade de Engenharia) e Instituto Superior Técnico), concluiu o Programa Doutoral de Formação Avançada em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química.
É Membro Sénior da Ordem dos Engenheiros Especialista em Energia.

Newsletter

inscrição newsletter

Subscreva a Newsletter Booki e receba todas as nossas novidades e promoções no seu email.

Subscrever

Facebook Linkedin Instagram

Modos de Pagamento

Opções de Envio Vasp Expresso

©Quântica Editora, Lda - Todos os direitos reservados
Praça da Corujeira, 30 - 4300-144 Porto
E-mail: info@booki.pt
Tel.: +351 220 104 872 (custo de chamada para a rede fixa)

Compre online, escolha sites nacionais.

Compre online, escolha sites nacionais.